UX Design: a importância dele para o seu site

UX Design: a importância dele para o seu site

Hoje em dia, ouvimos falar muito sobre UX Design, para garantir a melhor experiência aos usuários. Trata-se de um importante conceito dentro do Marketing Digital, que pode ser importante para você também.

Isso porque fazer com que o cliente tenha uma boa experiência com a marca faz toda a diferença. E é exatamente por isso que este termo é um dos mais comentados nos dias de hoje.

Trata-se da maneira como as pessoas interagem com o produto ou serviço oferecido por uma organização, além da interação delas com os canais usados na jornada de compra.

Para funcionar, as ações voltadas para o UX do negócio devem ser ajustadas e personalizadas, afinal, o mercado possui vários nichos e vários perfis de público-alvo.

Portanto, se é preciso fazer todo esse trabalho, antes, precisamos conhecer o conceito do User Experience, pois assim, entendemos sua importância e conhecemos as tendências dele para um futuro próximo.

É pensando nisso que resolvemos criar este artigo, para que você possa entender melhor o conceito de UX, seus princípios e quais os benefícios de seu uso. Sendo assim, se você tem alguma dúvida, leia até o final.

O que é UX?

UX é uma sigla para User Experience e diz respeito à forma como as pessoas interagem com a marca, seus produtos e serviços, e também com seus canais durante a jornada de compra.

Sendo assim, trata-se da navegação no site, recebimento de produtos e até ações pós-venda desenvolvidas pela companhia.

O UX está presente em qualquer tipo de empresa, a diferença é que algumas se importam com ele e outras não.

Por exemplo, se uma produtora de eventos investe em bons flyers de festa, possui site responsivo, facilita o processo de compra, então, ela está investindo no UX e na experiência de seus clientes.

Por outro, as marcas que não têm esse cuidado, não planejam a experiência de seus clientes e potenciais clientes, o que pode levar a situações ruins que comprometam até mesmo a imagem da empresa.

Para garantir um UX satisfatório, é imprescindível entender o usuário e a experiência dele de modo individual.

É assim que conseguimos mapear as características e necessidades dos usuários, e usar essas informações para superar as expectativas.

O funcionamento dessa prática se baseia em 6 fatores, que são: descoberta, pesquisa e definição, análise, desenvolvimento, testes e análise novamente.

A descoberta consiste em identificar o problema e saber um pouco mais sobre ele. Para isso, uma fabricante de crachá de empresa, por exemplo, precisa conversar com os usuários e observá-los.

A pesquisa é importante, visto que seus resultados serão a base do projeto, e isso inclui entrevistas, pesquisas eletrônicas e teste de usabilidade.

A primeira análise leva em conta os elementos mais importantes coletados pelas etapas anteriores. 

Durante o desenvolvimento, por sua vez, o problema começa a ser resolvido, por meio de criação de brainstorm e protótipo.

Então vem o teste desses protótipos para obter os feedbacks. É importante dizer que você precisa estar receptivo para qualquer tipo de comentário, bons ou ruins, pois ajuda a criar e descartar ideias.

Por fim é feita uma nova análise, pensando nos problemas que foram notados, o que ajuda a encontrar a melhor solução para o problema inicial.

Para qualquer empresa, como no caso de uma loja de notebook para escritório, a percepção do usuário é a base do sucesso.

É ele quem vai dizer se o produto ou site é útil, se considera agradável sua utilização dentre outras questões. Qualquer diferencial que agregue valor ao produto faz toda a diferença para o consumidor.

Só que isso também é vantajoso para a marca, uma vez que ela pode aumentar o preço da oferta, uma vez que investe em recursos para garantir seu diferencial.

Se algo complementar for vendido junto com a oferta principal, então a percepção do consumidor também será alterada, para melhor.

O diferencial não precisa se prender apenas ao produto ou serviço, como no caso de carimbo empresarial. Ele pode estar presente no site, nos processos oferecidos e em todos os canais usados pela marca.

É dessa forma que conseguimos aumentar sua utilidade e valor, garantindo uma boa experiência, que colabora para a fidelização do cliente.

Para os negócios digitais, como as plataformas e-commerce, o UX é essencial para que o visitante permaneça mais tempo no site e passe a consumir seus conteúdos, incluindo produtos e serviços.

Pilares do UX

A boa experiência dos clientes se baseia em três princípios, que para os profissionais do meio é conhecida como pirâmide das boas experiências.

A base dessa pirâmide é a utilidade, visto que o seu produto ou serviço precisa ser útil de alguma forma para os clientes.

Portanto, a solução vendida deve ter um propósito, que é solucionar o problema do usuário. Então, a marca deve pensar se ele realmente precisa do que ela vende, uma vez que isso se relaciona à proposta de valor da oferta.

O meio da pirâmide é a usabilidade, ou seja, o cliente precisa saber usar todas as funcionalidades da solução. Por exemplo, pra quê vender um celular de última geração a um idoso que não sabe como usar.

Sendo assim, mais do que ser útil, o produto ou serviço precisa ser usável, sem que existam barreiras em seu manuseio e funcionalidades.

É o que acontece, por exemplo, com o material didático virtual que um colégio infantil particular fornece aos seus alunos. Além de útil para o ensino dos alunos, seu manuseio e funcionalidades são simples.

O topo da pirâmide é ocupado pela desejabilidade, ou seja, o poder de atração que o produto ou serviço exerce sobre o usuário.

O desejo do consumidor em relação a uma solução está na satisfação que ela gera, bem como na surpresa e encantamento quando está sendo utilizada.

Para que a solução supere as expectativas do cliente, ela precisa passar por todas as esferas da pirâmide e também se atentar a fatores como:

  • Assertividade;

  • Facilidade de uso;

  • Comunicação;

  • Layout agradável.

É isso que gera a totalidade de percepções do consumidor em relação a um produto e despertam o interesse genuíno dele.

Benefícios e resultados

Aplicar o UX é ter acesso a uma série de benefícios que se refletem diretamente nos resultados da empresa. 

Sendo assim, quando a marca usa sua sala reunião e desenvolve suas soluções e canais com foco na experiência do usuário, ela consegue:

Aumentar seu tráfego orgânico

Conteúdos relevantes e bem estruturados no site, por exemplo, atrai a atenção de mais pessoas, e os buscadores, como o Google, conseguem identificar esses diferenciais.

Consequentemente, durante uma busca, suas páginas vão aparecer entre os primeiros resultados.

Aumento das conversões

Clientes que se veem alinhados aos diferenciais da marca, como no caso de uma clínica geral particular, decidem pela contratação de seus serviços.

Ela consegue desenvolver a habilidade de fazer com que cada pessoa vivencie uma experiência positiva a seu modo, o que cria essa identificação.

Além de aumentar as conversões, há uma maior economia de recursos, pois a interface dos canais e as características da solução são desenvolvidos de acordo com aquilo que é relevante para o público-alvo, e isso aumenta a percepção de valor.

Mais permanência no site

Conteúdos que, de fato, solucionem uma dúvida ou até um problema, como aqueles que dão dicas de plotagem de projetos, provocam sentimentos positivos.

Além de agradarem às determinações de ranqueamento do Google, permite que os usuários absorvam mais conteúdos e fortalecem o argumento da oferta.

Fideliza os clientes

Qualquer produto ou serviço baseado nas necessidades reais do público-alvo consegue solucionar seus problemas e atender às suas necessidades. É por isso que eles são chamados de soluções.

Dessa forma, o cliente percebe que o foco da marca é levar até ele o que ele precisa, e isso também se reflete nos canais usados por ele durante todo o processo de compra.

Se o consumidor consegue se comunicar com facilidade com a empresa, é atendido de maneira rápida e eficaz e soluciona suas necessidades sem empecilhos, ele passa a confiar mais na marca e volta sempre que precisar comprar o que ela oferece.

Conclusão

Você já deve ter ouvido falar que o consumidor moderno está mais exigente, e isso acontece porque ele tem acesso a muita informação e infinitas possibilidades para adquirir produtos e serviços dos mais variados tipos.

Uma boa experiência, então, entra como um diferencial competitivo para que o seu negócio se destaque em meio à concorrência.

Portanto, é necessário pensar em como garantir o UX da sua organização, mostrando ao usuário o seu diferencial e com isso conquistar mais oportunidades.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.