Por que investir em roteiros publicitários?

Por que investir em roteiros publicitários?

Já não é possível ignorar que vivemos a época do visual e das imagens, que têm alto poder de fixar a atenção das pessoas. Agora, será que todo empresário sabe criar um roteiro publicitário, ou já contratou alguém que saiba?

Certamente, esses roteiros estão na base técnica de qualquer campanha que pretenda estabelecer esse tipo de comunicação com o seu público. Eles estão entre as prioridades que fazem a diferença entre uma campanha que tem sucesso ou fracassa.

Por exemplo, produzir um audiovisual sobre a montagem de um computador completo pode ser algo bastante complexo, por depender de várias tomadas de cena, que depois precisarão seguir uma ordem lógica de edição e montagem.

Por outro lado, se falando assim parece algo complexo, também podemos ponderar que em certo sentido é mais fácil gravar vídeos do que escrever textos. Aliás, muita gente que gosta de falar, provavelmente acabaria travando diante de um papel em branco.

Também existe um estímulo para que as marcas comecem a produzir audiovisual: o fato de que o consumo desse tipo de material cresce a passos largos. Uma pesquisa do Comitê Gestor da Internet no Brasil comprova isso com dados.

Segundo o levantamento, 74% dos usuários de internet preferem assistir ou ouvir algo em vez de ler, ao passo que mais da metade das pessoas entrevistadas prioriza as plataformas de streaming por conta disso.

É claro que uma empresa de iluminacao a led industrial não vai colocar seu vídeo em um streaming. Trata-se, porém, de utilizar um formato com o qual as pessoas já estão familiarizadas, como no caso das webséries.

Há várias empresas que estão aderindo a essa proposta justamente porque ela tem semelhança com o que as pessoas mais gostam de consumir atualmente. Por isso, neste artigo trazemos os conceitos e conselhos básicos da área.

O mais interessante nisso tudo é que hoje a produção audiovisual cresceu tanto que os roteiros publicitários realmente podem ajudar qualquer negócio, seja na parte de vendas de produtos ou prestação de serviço, como aluguel de stand para divulgacao.

Até porque, os consumidores de vídeos podem ser os próprios usuários finais de uma solução (formato B2C, Business to Consumer), ou então os representantes de alguma empresa, que precisa de uma solução de tipo B2B (Business to Business).

O primeiro caso é de empresa para consumidor, o segundo é de empresa para empresa. Então, se você quer entender por que investir em roteiros publicitários é fundamental em qualquer um desses universos, basta seguir adiante na leitura.

Roteiro publicitário: o que é?

Quase todo mundo já ouviu falar em script, especialmente no contexto da televisão e do cinema. No fundo, o roteiro publicitário segue mais ou menos as mesmas regras, com as devidas adaptações, que ficarão claras adiante.

Como vimos, ele tem sua linguagem própria e pode parecer algo complexo em um primeiro momento. Mas a verdade é que ele é o grande facilitador da história, pois sem ele seria difícil produzir um audiovisual de qualidade.

O roteiro é que faz a coisa fluir de modo coerente e profissional, pois não adiantaria muito simplesmente ligar uma câmera e sair falando.

Se o vídeo vai tratar sobre aluguel de caminhao guindaste, ele precisa ter começo, meio e fim. Além disso, ao dominar essa estrutura básica, você deverá ou poderá inserir outros elementos enriquecedores, tais como:

  • Vinheta de abertura;

  • Voz ou narração de fundo;

  • Legendas e letterings;

  • Cenários e iluminação;

  • Montagens e animações;

  • Vinheta de fechamento.

Enfim, o roteiro é o planejamento que, além de ajudar você a organizar suas próprias ideias, dá um mapa de como transformá-las em um audiovisual perfeito para fixar a atenção do público em poucos segundos.

Depois, atingindo o devido profissionalismo, você ainda pode conseguir a tão sonhada “viralização”, já que o potencial de compartilhamento é muito maior no mundo dos vídeos.

Sobre o marketing de conteúdo

Até aqui já ficou claro que investir no roteiro publicitário não é arranjar um gasto a mais para o seu marketing, mas sim, evitar gastos piores de tempo e de recursos.

Agora, também não é possível falar sobre a importância dessa estratégia sem mencionar o fato de que hoje em dia os materiais que mais atraem a atenção do público são aqueles que seguem as diretrizes do marketing de conteúdo.

Trata-se de criar conteúdos originais (simplesmente copiar informações de outros portais não adiantaria muita coisa), relevantes e que realmente agreguem valor às pessoas.

Se a empresa vende curso afiar alicate, que tal gravar vídeos e mais vídeos explicando quais são as vantagens de fazer um curso desses?

É possível começar com algo do tipo “10 motivos para fazer um curso de afiação de alicates”. Depois, a marca ainda pode trazer o testemunho de alunos que já fizeram, os benefícios que eles conseguiram, como ter uma mão de obra autônoma, e daí em diante.

Esse é o espírito da criação de conteúdo. Portanto, seu roteiro publicitário deve seguir essa tendência, assim você já surge no universo digital e audiovisual com a melhor das estratégias.

Já demos aqui o exemplo das webséries, e é justamente o que as empresas têm feito. Vídeos em série que entregam um conteúdo que educa o público e aquece os leads, como modo de gerar mais oportunidades e, claro, mais vendas e mais lucratividade.

Chacoalhando o seu marketing

Outro motivo para investir em roteiros publicitários é que isso dá uma bela movimentada na sua equipe de marketing, abrindo uma frente bem mais dinâmica de criação.

Se a marca já estava cansada de produzir conteúdo escrito há um bom tempo, ou mesmo se ela nem sequer havia começado a criar conteúdo para o seu público, isso pode oxigenar a equipe e trazer várias inovações bacanas.

Por exemplo, uma oficina de adesivacao de carros propaganda. Em vez de apenas distribuir panfletos na região ou pagar para promover posts de blog e de mídias sociais, talvez seja a hora de ter alguém que dê as caras, roteirizando a comunicação.

Com isso você vai ser obrigado a colocar suas melhores ideias no papel, repensar suas promoções e redescobrir o seu negócio inteiro.

Os roteiros publicitários ainda têm a vantagem de que suas possibilidades são quase infinitas. Você pode roteirizar uma ideia em formato jornalístico, investigativo, documental ou mesmo ficcional. Vale de tudo para conseguir a atenção das pessoas certas, na hora certa.

Dando os primeiros passos

Um dos motivos de investir em roteiros publicitários é que basicamente qualquer um pode fazer isso atualmente, de modo que não há desculpas para não tentar.

De fato, hoje um smartphone tem uma qualidade técnica de captação audiovisual maior do que as câmeras profissionais da década de 1990, o que fica claro quando vemos vídeos das novelas e telejornais daquela época.

Assim, o roteiro começa como um planejamento publicitário qualquer. Imagine uma loja de armario aco escritorio que já soubesse fazer ações de marketing, ela ia precisar levantar alguns pontos fundamentais como:

  • A filosofia da marca;

  • O objetivo da campanha;

  • Os perfis do público-alvo;

  • Os veículos de mídia;

  • O orçamento disponível;

  • A equipe de trabalho.

Com isso, dar um passo e fazer o documento do roteiro vai ser muito mais fácil. Após ter a ideia de como deverá ser a peça audiovisual, você poderá roteirizá-la segundo vários formatos possíveis, sendo três os principais deles.

Os 3 modelos de formatação

Se o assunto é investir em roteiros publicitários, você precisa entender pelo menos estes modelos de formatação que vão resolver todos os seus problemas, do mais simples ao mais complexo.

Por exemplo, se a empresa quer fazer um vídeo grande e com cenário móvel (como alguém andando pela rua), ele vai depender de várias cenas e tomadas diferentes.

Podemos imaginar algo como a aplicação de um produto de limpeza pesada, que pode começar com o item sendo comprado na loja, a pessoa indo para o local de aplicação e, enfim, utilizando o produto de limpeza.

Esse modelo é o de Divisão por Sequências, e pode contar com a famosa claquete que indica a numeração das cenas captadas, o que facilitará a vida do editor na hora da montagem.

O segundo modelo é o Master Class, que é o padrão do cinema e conta com várias colunas de captação e edição, permitindo cabeçalho em cada cena.

Pode haver uma coluna para vídeo principal, outra para montagens que surjam na tela, uma para áudio original, outra para trilha sonora, além de letterings (qualquer letra que surgir, das legendas a um slogan).

Por fim, o terceiro modelo é o mais simples, o do Roteiro Publicitário Básico, que conta com apenas duas colunas: uma de vídeo e outra de áudio. É, também, o documento mais fácil de criar e de executar.

Concluindo

Tudo o que dissemos deixou bastante claro não apenas por que vale tanto a pena investir em roteiros publicitários, mas também como dar os primeiros passos.

De fato, o brasileiro está entre os países que mais consomem audiovisuais. Com isso chegamos ao fim, mostrando um universo que pode mudar a história de qualquer marca que esteja disposta a inovar e, literalmente, “dar as caras”.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.