O que é front end?

O que é front end?

O front end é o profissional e também a atividade de desenvolvimento de plataformas, responsável pela estruturação de uma página e a providência da melhor experiência de usuário possível, garantindo melhores resultados para empresas e pessoas físicas.

 

Para exercer esta atividade é preciso ter conhecimento aprofundado sobre as ferramentas corretas, utilizadas de maneira eficaz e individual para criar grandes experiências no mundo digital. 

 

Mas, antes de qualquer coisa, é preciso entender mais sobre front end.

O que é front end?

Para entendermos melhor sobre o que é front end, é preciso entender sobre como as estruturas de um site são pensadas e criadas para que tenhamos a melhor experiência possível, conseguindo acessar o que queremos é chegar às informações desejadas.

 

Neste caso, vamos selecionar uma plataforma online, que também pode ser conhecida como site, com uma casa. 

 

Para que ela saia de dentro de um planejamento de obra, por exemplo, é preciso que suas estruturas e suas usabilidades sejam providenciadas, como:

 

  • Categorias;

  • Formulários;

  • Cadastros;

  • Mídias;

  • Exportações;

  • Compartilhamentos.

 

Um desenvolvedor front end faz isso com um endereço online. 

 

A partir do entendimento de tudo o que deverá ser requisitado pelo cliente, digamos, uma empresa de envelopamento automotivo com cores, estruturas de funcionamento e visual serão pensadas.

 

Para que esse site contenha espaços para veiculação de produtos, preços, escolha do que será comprado ou não, do que será mostrado a cada categoria, do compartilhamento que pode ser sugerido e até mesmo da inscrição em um formulário, o front end é importante.

 

É por meio de ferramentas essenciais para desenvolvimento que as estruturas internas, que facilitarão a utilização do mesmo, serão pensadas e colocadas em prática, isso tudo por meio de ferramentas disponíveis para conhecimento desses profissionais.

 

Por exemplo, se um cliente de uma loja de roupas em uma cidade solicita do desenvolvedor que ele coloque espaços dentro do site para inscrição em uma newsletter, por exemplo, o front end será utilizado, já que fica responsável pela construção interna.

 

Em outro caso, é possível que a cor do fundo do site precise ser modificada para que a nova identidade incorpore a área de compras. 

 

Essa também é uma das funções do desenvolvedor front end, já que considera-se a construção do todo.

 

Sendo assim, ele é responsável em incorporar a um site todas as personalidades e identidades que unidas agrega tudo o que um site deseja oferecer para seus usuários, sempre implementando as melhores formas de experiências na rede.

Diferença entre back end

O back end é o tipo de desenvolvimento relacionado às questões internas do sistema de um site. 

 

Por exemplo, se o front end é a casa, o back end será considerado a estrutura dos materiais que vão compor a construção, como um tijolo.

 

Dessa forma, podemos entender que para construirmos toda a estrutura do site, de acordo com aquilo que foi solicitado por clientes, é preciso saber construir sua base, que vai possibilitar a criação de outras questões, como banner informativo na lateral do site.

 

Além disso, toda a parte de engrenagem de um site é construída nesta fase, para que programas gerenciadores e outros mecanismos consigam rodar dentro da plataforma com maior precisão, aumentando a possibilidade do site funcionar conforme planejado.

 

Ainda que ambas as partes sejam extremamente importantes, é por meio do front end que os desenvolvedores conseguem criar uma maior comunicação entre usuários, algo que faz com que esta seja uma das melhores formas de trabalhar com criação de sites.

Principais ferramentas

Até aqui você já entendeu que o front end é responsável por criar toda a estrutura de um site, seja ele comercial ou não, trazendo possibilidades para o usuário se sentir interessado pela plataforma, já que a experiência do usuário é uma das principais frentes.

 

Para isso, o profissional que trabalha com essa área precisa conhecer bem cada uma das ferramentas dispostas para a construção da estrutura de um site, sabendo utilizar cada uma das suas particularidades para criar, por exemplo, placa de sinalização vertical no site.

 

Dentro desse entendimento, três principais estudos de códigos devem ser a prioridade do desenvolvedor front end, podendo ser influentes para cada um dos mecanismos dentro do site. 

 

Conheça abaixo um pouco mais sobre as três principais:

HTML

A linguagem HTML faz parte de um estudo que acontece apenas para a estrutura base de um site, ou seja, de suas páginas, botões que redirecionam para outros lugares na plataforma, banner de loja no rodapé ou na parte superior de uma página, dentre outros.

 

Em um exemplo mais claro, em uma loja física é possível encontrar, a partir da entrada pela porta, setores, áreas onde determinados produtos são vendidos, e incluído nisto estão decorações, cores e o piso do lugar. De certa forma, o HTML assemelha-se a isso.

 

Por ser a base de um site, um desenvolvedor deve saber começar seus trabalhos por essa linguagem de programação, já que é ela que vai sustentar todos os outros mecanismos dentro de um site, e serão essenciais para uma experiência de qualidade.

 

Quanto maior for o entendimento de HTML e maior for a programação nesta fase, incorporada a um excelente teste de funcionamento, melhor todas as outras áreas funcionarão juntas, funcionando como lacre adesivos de toda a plataforma.

CSS

Após a estruturação da página, com o HTML, o programador deve voltar suas atenções para a programação Cascading Style Sheets (CSS), que em outras palavras, e em uma tradução livre, significa camadas em cascata.

 

É nessa fase que o programador passa a incorporar todas as determinações que fazem com que a plataforma tenha as características, por exemplo, de uma empresa, indexando suas cores, formas e particularidades, como formas de convites personalizados.

 

Considerando a mesma metáfora da casa em um desenvolvimento front end, o CSS significa a montagem e a colocação de itens dentro da residência, não apenas paredes e tetos, mas também as cores e formas do lugar, dando uma cara pessoal ao site.

 

Profissionais com maior entendimento sobre essa linguagem de programação podem utilizar o CSS para modificar algumas partes do código da página, colocando algumas particularidades que só poderão ser encontradas naquela plataforma.

JavaScript

A linguagem de programação JavaScript é responsável pela incorporação de mecanismos que possibilitam os comandos do usuário dentro do site, algo que influencia na usabilidade e na facilidade de encontrar botões e acessos como placas informativas personalizadas.

 

Por exemplo, por meio do JavaScript um site pode colocar uma galeria de imagens que, ao serem apresentadas, podem aos poucos transformar-se em uma complementação do texto de um site, criando uma ligação que sugira uma continuação para o consumo de conteúdo.

 

Toda a parte de experiência do usuário está atrelada a esta área, que também atua como uma ligação de todas as outras constituições de um site. 

 

Além disso, é por meio dela que preferência típicas de design e utilidade acontecem.

UX e o front end

UX é uma ferramenta focada estritamente na experiência do usuário, assim como todas as outras linguagens já utilizadas dentro da constituição de um site. 

 

Esse tipo de ferramenta tem sido cada vez mais requisitada para que sites tenham uma maior interatividade.

 

Com a popularização do consumo de conteúdo por meio de dispositivos móveis, um desenvolvedor passou a pensar não apenas em um site para uma versão de computador, mas para outros tipos de tecnologias, adaptando o site para cada uma delas.

 

Além disso, uma das principais funcionalidades do UX para desenvolvedores é a criação de formas rápidas e intuitivas dentro de uma página, como um crachá de empresa acessado de forma rápida por um funcionário de uma empresa.

 

Além disso, uma das principais aliadas do UX é a escrita, que possibilita uma compreensão mais direta para aquilo que se deseja dentro de uma página, evitando que o usuário passe um longo tempo online sem saber para onde ir.

Conclusão

O front end é uma peça fundamental para o funcionamento de um site, trazendo vantagens inúmeras para a empresa dona da plataforma, já que quanto melhor for a experiência do usuário online, melhor será seu comportamento mediante as ações que deve tomar.

 

Criar páginas sem o mínimo acompanhamento de um desenvolvedor, ainda que mais fácil e acessível, pode fazer com que clientes de um negócio não percebam detalhes fundamentais para a identidade da empresa, trazendo péssimas experiências.

 

Por isso, não tenha dúvidas que investir neste tipo de tecnologia é uma ótima oportunidade para a plataforma de sua empresa ou sua página pessoal, criando a personalização desejada e agregando maior autoridade para seu conteúdo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.