Hospedagem dedicada e compartilhada: saiba a diferença

Hospedagem dedicada e compartilhada: saiba a diferença

É comum que existam dúvidas sobre hospedagem dedicada e compartilhada. Contudo, é importante entender e saber diferenciar esses dois conceitos, principalmente para saber qual o melhor ambiente para o negócio.

Antes de qualquer explicação, precisamos ressaltar que ter um site é algo essencial hoje em dia. Tendo isso em vista, este processo se tornou muito mais simples e rápido.

Isso acontece porque podemos contar com muitas opções de hospedagem e também servidores de mais qualidade. O processo também se tornou mais ágil, então, em poucos dias, seu negócio pode ter um site completo no ar.

Contudo, é você quem decide a hospedagem dele, inclusive, é na hora de tomar essa decisão que surgem diversas dúvidas. É preciso escolher entre hospedagem dedicada e hospedagem compartilhada.

Fazer confusão nessa hora é normal, afinal, muita gente não sabe onde está a diferença. Contudo, essas informações devem estar bem claras na sua cabeça, principalmente para não prejudicar o funcionamento da plataforma institucional.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o que é hospedagem, para quê serve, seus tipos, as vantagens e diferenças entre elas, bem como de que maneira escolher a ideal. Então, se você está em dúvida, leia o texto até o fim.

O que é hospedagem?

Antes de saber o que é hospedagem, é interessante entender o conceito de site. Trata-se de um conjunto de arquivos que formam as páginas que acessamos na internet. Esses arquivos são:

  • Textos;

  • Imagens;

  • Vídeos;

  • Códigos;

  • Entre outros.

Todos os arquivos do site de uma empresa de cabeamento estruturado de redes, por exemplo, são lidos por meio de programas especializados, conhecidos como navegadores.

Só que antes disso, é necessário que estejam armazenados em algum lugar, e é aqui que entra o servidor. Ele é importante tendo em vista que o domínio não armazena informações e se trata apenas da URL.

O servidor é uma espécie de computador mais robusto, ou seja, tem recursos mais avançados e desempenho melhor do que um computador normal.

É por isso que ele consegue armazenar muitos arquivos e disponibilizá-los de modo que os computadores possam acessá-los. Devido a essa tarefa, dizemos que o servidor hospeda os sites.

Então, a hospedagem é o espaço onde são armazenados todos os arquivos do site de uma empresa de manutenção em empilhadeira, por exemplo, ou de qualquer outra marca existente na web.

Conheça os tipos de hospedagem

Existem dois tipos de hospedagem, sendo a dedicada e a compartilhada. Vamos entender as diferenças entre elas, bem como as vantagens de cada uma.

Hospedagem dedicada

A hospedagem dedicada ou servidor dedicado tem mais capacidade de processamento e uso de recursos.

Inclusive, é mais usada por empresas que apostam em configurações de hardwares diferentes ou têm sites que dependem de um processamento maior. Exemplo disso é um site que recebe muitos acessos simultaneamente.

O objetivo é garantir que as páginas estejam acessíveis a todos os usuários, de maneira rápida, eficiente e sem apresentarem nenhum tipo de problema no acesso.

Um de seus benefícios é o fato de estabelecer uma conexão direta e segura que permita rodar todos os recursos imprescindíveis ao acesso.

Então, estamos falando de uma opção que oferece mais recursos. Por outro lado, ela é um pouco mais cara.

Isso acontece porque a empresa, como uma fabricante de sistema de monitoramento remoto, precisa arcar com os custos da máquina e contar com pessoal que administre o servidor.

Então, quem deseja ter uma performance melhor para o site e ainda aumentar o desempenho do negócio, deve investir na hospedagem dedicada.

Dentre as vantagens desse tipo de servidor, podemos mencionar recursos maiores aos quais a companhia terá acesso, e também o melhor desempenho para hospedar sites mais pesados.

Ou seja, é possível garantir um grande número de acessos, sem que haja alguma instabilidade ou problema. Outra vantagem é que a empresa pode hospedar vários portais em uma única conta.

Também é possível acessar a área por meio de um computador para instalar aplicativos e fazer as configurações necessárias, de acordo com as demandas do negócio.

A empresa manterá o servidor ligado 24 horas e oferecerá serviço de suporte sempre que você precisar.

Hospedagem compartilhada

Já a hospedagem compartilhada, também conhecida como servidor compartilhado, é um local onde o site de uma empresa de pinturas residenciais, por exemplo, e muitos outros sites, ficam hospedados.

Ou seja, elas dividem os mesmos recursos, devido a isso, é mais indicado para pequenas e médias empresas, e que tenham sites com um volume de acesso menor.

Também é indicado quando as páginas possuem uma boa programação, visto que aplicações otimizadas não dependem de muitos recursos.

É uma oportunidade para as empresas escolherem somente os recursos que realmente precisam, de forma personalizada.

Isso é possível porque esse tipo de servidor conta com manutenção e monitoramento. Isso dispensa a necessidade de a empresa precisar de um técnico para gerenciar a máquina que faz a hospedagem.

Dentre as suas vantagens, a que mais se destaca, sem dúvidas, é o baixo custo. Por isso, pequenas e médias empresas, como lojas novas de notebook para escritório e muitas outras, preferem essa modalidade.

Outro benefício é o fato de toda a responsabilidade quanto à manutenção, backup e funcionamento do servidor fica por conta da empresa contratada. O único procedimento que elas precisam realizar é por o site no ar.

Também existe todo um suporte para o usuário, por meio de recursos simples e práticos como chat, e-mail ou telefone. Portanto, seu gerenciamento pode ser feito por qualquer pessoa, mesmo que ela não possua conhecimentos técnicos.

Dicas para escolher o tipo de hospedagem

Para escolher entre servidor dedicado ou servidor compartilhado, é necessário se atentar a alguns aspectos. Um deles é saber qual é a real necessidade do site ou blog da empresa.

Por exemplo, quando falamos do portal de uma grande emissora de TV, que recebe um enorme número de visitas diariamente, é melhor optar pela hospedagem dedicada.

Por outro lado, um pequeno negócio, que acabou de entrar no mercado, ou mesmo aqueles que já estão ativos há um tempo e ainda não recebem tantas visitas em suas páginas, podem contar com uma hospedagem compartilhada.

O servidor compartilhado consegue suprir a estabilidade desses sites, principalmente por não receberem um número alto de visitas.

Agora, se o negócio crescer e suas páginas começarem a receber um grande número de acessos pela hospedagem compartilhada, é possível fazer um upgrade, ou seja, mudar para um servidor dedicado.

No que diz respeito, por exemplo, a uma empresa de avaliação de ativos ou uma loja virtual que seja muito acessada todos os dias, é melhor contar com a hospedagem dedicada, tendo em vista que isso permite um maior controle.

Com isso, é possível administrar melhor e garantir que os serviços essenciais não se tornem instáveis ou fiquem indisponíveis (site off-line).

Também é possível investir em outras opções, como Cloud e VPS. Inclusive, essa é uma maneira de garantir mais segurança e diminuir as chances de problemas por conta da falta de recursos.

No entanto, para trabalhar com um servidor dedicado, uma fabricante de carimbo empresa, por exemplo, precisa de conhecimento técnico elevado. Então, é necessário contar com pessoal adequado para essa função.

Para saber se a hospedagem compartilhada ou o servidor dedicado é a melhor opção para o seu negócio, o segredo é analisar as funcionalidades e os recursos que seu site precisa ter.

Também é importante analisar números, principalmente no que tange à quantidade de acessos e, claro, às possibilidades financeiras da organização.

Conclusão

Hoje em dia, se o consumidor precisa de licenciamento Ibama ou qualquer outro produto ou serviço, recorre à internet. Ele acessa o Google, pesquisa o que precisa e obtém as respostas para suas dúvidas.

Todas as informações necessárias são armazenadas dentro dos sites e blogs de empresas que oferecem soluções variadas, e as chances de ser o negócio escolhido aumentam quando o site funciona bem.

Mesmo que a sua empresa seja especialista no que faz e ofereça vantagens muito competitivas para os consumidores, poderá perder muitas oportunidades de negócio se não tiver um site que funcione bem.

Inclusive, o fato de não ter um portal institucional na internet é motivo de desconfiança hoje em dia. Só que mais do que estar na web, é preciso garantir que suas páginas tenham um bom desempenho, pois isso influencia até mesmo na credibilidade da empresa.

Um site bem elaborado, que suporte a demanda de acessos, facilita a vida dos visitantes e também das empresas. É por meio disso que você vai conseguir desenvolver outras estratégias, como vendas e marketing.

Então, é preciso estar atento à hospedagem de seu portal para que ele atenda às expectativas de seu público. E depois de ler este texto, temos certeza de que você fará a escolha certa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.