Como um blog pode ajudar um site?

Como um blog pode ajudar um site?

Desenvolver um site envolve a projeção de diversas interfaces que devem ser harmoniosas entre si, especialmente quando se trata de sites profissionais para empresas, e um blog pode ser considerado uma das interfaces mais importantes de uma plataforma. 

 

Site é o termo denominado para a plataforma instalada em um domínio específico, através de um endereço web exclusivo. Este local pode ser formado por múltiplas páginas, um potencial a ser expandido ou limitado por questões de infraestrutura. 

Os sites são construídos por desenvolvedores web, profissionais versados em linguagens front-end e back-end de programação, responsáveis pela implementação de todas as funcionalidades necessárias para um canal deste tipo. 

O desenvolvimento front-end se encarrega do layout de todas as páginas, o que inclui o posicionamento de cada conteúdo exibido, a estilização e diagramação dos textos, os botões, links, fichas e tudo com que o usuário interage. 

Por outro lado, as atividades de back-end cuidam da infraestrutura que permite a coleta, armazenamento e transporte de dados entre máquinas e servidores, viabilizando toda a engenharia do site. 

Neste artigo, o leitor conhecerá a definição de blog, sua importância nas estratégias de marketing digital para vendas de cadeiras para escritório e outros itens, e como integrá-lo na proposta de um site profissional. 

Afinal, o que é um blog?

O blog é um modelo de produção de conteúdo baseado na publicação de artigos em torno de um tema ou conjunto de temas similares, exibido na estrutura de uma plataforma virtual. Pode ser independente ou parte de um dos braços de um site. 

Suas primeiras versões surgiram com a proposta de diário eletrônico, onde indivíduos comuns publicam atualizações periódicas de suas experiências de vida ou trabalho. Popular nos anos 1990, eram um modo barato de gerar e compartilhar informação. 

As plataformas, sob a proposta de fornecer infraestrutura para organização de blogs, visam atrair o usuário pouco habituado com ferramentas complexas de programação. Grande parte de suas funcionalidades podem ser gerenciadas em painéis de controle.

Nos principais locais disponíveis para criação de blogs, além da edição e publicação de postagens sobre múltiplos temas, como a escolha de móveis para quarto, as funcionalidades oferecidas gratuitamente para o público, são: 

  • Edição de uma descrição do blog; 

  • Posicionamento de imagens e molduras; 

  • Criação de múltiplas páginas; 

  • Personalização de links; 

  • Monitoramento da sessão de comentários; 

  • Definição de cores e posições no layout. 

Além do acesso simples a todas estas funcionalidades, as plataformas para criação de blogs contam com opções adicionais pagas, voltadas para o uso empresarial e a inserção de comodidades para marketing digital, como: 

  • Domínio exclusivo para o site e e-mail; 

  • Integração entre diversos canais de mensagem; 

  • Otimização para motores de busca; 

  • Maior armazenamento de dados disponível; 

  • Mais opções de layout. 

No que compete ao armazenamento, as plataformas para estruturação de blogs e sites contam com a tecnologia em nuvem, isto é, um sistema de computação remoto à máquina requerente, que empresta recursos ao usuário, capaz de gerenciá-los via internet. 

Um empreendimento especialista em segurança do trabalho pode empregar recursos que demandam espaço na máquina, como programas de edição de textos e planilhas. As soluções SaaS (Software as a Service), são exemplos de tecnologia em nuvem. 

Além de economizar espaço na máquina do usuário, o processo facilita a disposição das informações contidas em um site, o que, além de melhorar a experiência do produtor de conteúdo, contribui com uma melhor navegabilidade nas páginas. 

Blog versus sites: diferenças fundamentais

O blog representa uma forma de produção de conteúdo para web, por meio de plataforma independente, o que o distancia das redes sociais e canais de streaming. Por outro lado, site é um conceito que compreende tudo o que está contido na plataforma independente. 

Para clarificar as diferenças fundamentais entre ambos, basta dizer que o site é um conceito mais amplo, que abarca diversas interfaces, conhecidas como páginas. Um blog pode conter as seguintes categorias de conteúdo:

Landing pages ou páginas de entrada

As landing pages são pontos de recepção para o usuário, responsáveis por direcioná-lo para alguma outra página. 

Sua produção é mais simples em termos de texto e o uso de CTAs (ou “chamadas para a ação”) é muito proeminente. 

Um escritório de paisagismo especializado em projeto de jardim pequeno pode construir uma landing page para direcionar o visitante para seu catálogo, ficha de orçamento, estatuto da empresa, outros canais de contato e o blog da marca. 

Desta forma, o cliente é exposto a uma abordagem otimizada, onde há a rápida opção de escolher o tipo de conteúdo que deseja visualizar. 

Páginas de catálogos

O catálogo é um conjunto de páginas destinadas para a exibição de produtos e efetuação de vendas. Também é considerado o coração de uma loja virtual, uma vez que compartimentaliza todos os dados sobre cada item, como auto transformador 5000va.

Nas páginas de catálogo, informações quanto ao tipo, fabricante, materiais, quantidade disponível em estoque, condições de frete, preços e pagamento são exibidas ao consumidor, bem como a estrutura para transações financeiras. 

Blogs

No contexto institucional, o blog é o editorial da marca, a voz que comunica seu campo de atuação, sua missão e valores, bem como as características de seu negócio, com publicações periódicas com informações relevantes sobre a área. 

O blog opera um grande papel na construção de uma identidade de marca, conceito explorado pelo marketing digital para melhorar o posicionamento da empresa diante de sua concorrência, atacando a percepção de sua autoridade. 

Por que investir em um blog?

Os blogs são um dos pilares das ações de marketing digital, uma ferramenta simples e efetiva, usada por grandes corporações ou pequenos produtores de conteúdo. São capazes de acrescentar valor à marca a começar pela percepção de especialista.

O consumidor contemporâneo é marcado por uma forte sensibilidade ao valor que é produzido pela empresa fora da oferta de seu produto. É necessário uma presença de mercado que vai além da extensão do catálogo. 

Para criar esta impressão, constrói-se uma identidade de marca adequada ao produto, um recurso que aumenta o valor agregado ao produto, contribuindo com a fidelização do cliente. A produção de conteúdo é uma ponte de interação com este objetivo. 

Para investir em blogs com esta finalidade, no entanto, é necessário atentar-se para a relevância dos temas desenvolvidos em texto. Realizar pesquisas de opinião e interesse de seu público, junto ao monitoramento de indicadores é essencial para garantir este fator. 

Uma indústria voltada para mobília residencial, pode criar uma série de artigos para auxílio do leitor na escolha de um guarda roupa de madeira rústica, demonstrando como avaliar a qualidade de materiais e acabamentos, por exemplo.

Além disso, um blog é uma oportunidade perfeita para trabalhar as diversas técnicas de SEO, sigla que indica Search Engine Optimization, ou em português, otimização para ferramentas de busca. 

A abundância de informações deste modelo de conteúdo é ideal para a prática. 

Aqui, as técnicas empregadas para melhorar a leitura de um site para os motores de busca incidem sobre links e textos, onde os algoritmos ranqueiam o grau de relevância e qualidade de uma página para seu resultado de pesquisa por palavras-chave. 

Conquistar o topo dos resultados de busca pode alavancar o número de acessos em seu site, melhorando a recepção geral e a aquisição de novos clientes. O blog gera a relevância necessária, devido à constante publicação de conteúdo. 

Vantagens de um blog para o site

Um serviço de aluguel de equipamentos para polir pode se beneficiar com a produção de conteúdo para a web e transição de suas atividades econômicas para um site responsivo e completo. As vantagens que um blog pode trazer para o seu site, são: 

1 - Melhor organização do conteúdo

Quando há uma extensa demanda por geração de conteúdo para espaços virtuais, o gestor de marketing pode sentir-se confuso no momento de estruturar o site da empresa ou do profissional independente. 

Um blog auxilia na segmentação de espaços dentro do site, contribuindo com uma melhor organização de cada conteúdo, bem como a aplicação de métricas de desempenho específicas para cada página, como uma régua de energia para rack

2 - Melhor reputação de marca

A reputação de uma marca é formada pela percepção da qualidade de seus serviços, da coerência aos seus princípios éticos, de sua confiabilidade e acessibilidade. 

Um blog é uma presença constante, melhorando a reputação do negócio nestes dois últimos critérios. 

3 - Maior retenção de leads

Lead é o termo utilizado para definir todo visitante que, ao interagir com o conteúdo de uma marca, cede, voluntariamente, algumas informações sobre si. 

Reter um número maior de leads torna o banco de dados mais robusto e aumenta as chances de venda. 

Conclusão

Os blogs são um dos primeiros modelos de produção de conteúdo para a internet, um pioneiro jamais obsoleto no contexto atual de redes sociais e plataformas de audiovisual. Inseri-lo na comunicação de sua empresa apresenta benefícios irrecusáveis. 

A produção de conteúdo independente, sob a forma de texto, ainda é um pilar importante para a anexação de assuntos, o compartilhamento de informações e a descoberta de novos empreendimentos e profissionais online. 
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.