Como desenvolver a estabilidade dentro de um sistema?

Como desenvolver a estabilidade dentro de um sistema?

A estabilidade de um sistema é fundamental para que todas as suas funções atuem normalmente. 

 

Empresas de diversos segmentos adotam ferramentas tecnológicas para otimizar seus processos internos em vários sentidos.

A tecnologia é muito importante para que as organizações possam acompanhar as tendências mercadológicas, atender seus clientes com mais rapidez, aprimorar a qualidade de seus produtos e serviços, e manter os dados seguros.

Tudo isso e muito mais pode ser feito por meio de sistemas, que possuem infinitas funcionalidades em tornam as organizações mais competitivas.

Entretanto, algumas instabilidades podem surgir, e com isso começam a aparecer os problemas. 

Por exemplo, quando um software é programado para desempenhar todas as funções que uma companhia precisa. Se uma ou mais funções estão indisponíveis, logo se tem um quadro de sistema instável, que precisa ser resolvido. 

Essa indisponibilidade atrasa os processos internos e prejudica o andamento das atividades organizacionais.

Quando lidamos com tecnologia, precisamos entender o seu funcionamento e como garantir a sua integridade. Portanto, também precisamos saber lidar com sistemas instáveis.

Para te ajudar com esse assunto, vamos explicar o que é instabilidade de sistema, como saber se o sistema está estável e como estabilizá-lo.

Entendendo o conceito de instabilidade de sistema

A instabilidade do sistema provoca performance parcial das funcionalidades da ferramenta. Um exemplo disso é quando ele está em operação, mas apresenta quedas em alguns momentos.

Um exemplo disso é quando entramos em contato com uma central de atendimento e o atendente nos avisa que o sistema está fora ou inoperante.

Quando um fabricante de bateria de carro 60 amp constata essa situação, tem como alternativa aguardar 10 minutos e tentar utilizar o sistema novamente.

A instabilidade é diferente de sistema offline, quando ele se encontra offline a empresa tem uma suspensão total de suas funcionalidades, ou seja, a ferramenta está totalmente desconectada e incomunicável.

Dito isto, vamos mostrar como você pode descobrir se a ferramenta está estável. 

Como saber se o sistema está estável

Um sistema estável produz uma saída limitada para toda entrada limitada, independentemente de seu estado inicial.

A limitação é uma entrada que se localiza entre limites inferiores e superiores. As saídas ilimitadas, por sua vez, existem somente em teoria, tendo em vista que as quantidades físicas são limitadas.

Essa identificação é importante porque a estabilidade contribui para a agilidade e eficiência das operações da empresa. 

Isso é ainda mais necessário quando nos damos conta do quanto o mercado é desafiador e muda constantemente.

Isso tem dificultado a competitividade, fazendo com que os gestores procurem soluções estratégicas, como as ferramentas tecnológicas.

Ao invés de adotarmos uma postura reativa, precisamos agir de maneira preventiva, e uma das formas de fazer isso é garantir a estabilidade dos sistemas utilizados pela corporação.

Com isso, uma empresa que emite licença ambiental IBAMA evita situações de risco que se dedica mais aos projetos de implementação e melhorias, otimizando os recursos que possuem.

É necessário monitorar os incidentes e as tarefas complexas, por meio de um mapeamento de conexões e a remoção de sistemas subutilizados.

O ideal é evitar as instabilidades no sistema, mas nem sempre isso é possível, se você está vivenciando esse problema em seu negócio ou simplesmente quer saber como lidar com ele, vamos dar algumas dicas no próximo tópico.

Como estabilizar o sistema

Para estabilizar o sistema que sua empresa utiliza, é necessário investir em algumas práticas como as sinalizadas abaixo.

Fazer uso de data center em nuvem

Muitas empresas estão optando pelas soluções em nuvem, pois elas trazem mais força competitiva. É uma forma de evitar que o sistema saia do ar por algum problema ou diante de manutenções.

Também é uma forma de implementar melhorias, como a utilização de novos recursos, ferramentas e funcionalidades, sem que para isso um escritório de projeto de arquitetura para escolas precise paralisar o sistema.

O armazenamento em nuvem fornece mais escalabilidade, permitindo que o negócio atenda às demandas sazonais, tanto de expansão quanto de retração, arcando apenas com os custos pelos espaços e recursos utilizados.

Isso também ajuda a diminuir os investimentos em aquisições, manutenções e atualizações de softwares e hardwares.

Essa estratégia também agrega mobilidade para as atividades gerenciais e operacionais do negócio. 

Ela neutraliza os riscos de perdas de dados e reduz os custos com infraestrutura e espaço físico.

Utilizar redes redundantes de energia

Data center utilizado pela empresa e que é acessado por meio de um computador semi novo ou qualquer outro tipo de dispositivo também é um exemplo de sistema que pode ficar instável.

Ele costuma utilizar uma grande carga de energia, e cada modelo apresenta padrões de consumo diferentes. 

Tudo isso pode gerar uma sobrecarga na rede elétrica, desarmando os disjuntores e provocando uma paralisação na empresa.

Entretanto, existem maneiras de evitar essa situação, e uma delas é a instalação de uma ou mais redes de energia que ajudam a alimentar o data center. 

Essa rede vai atuar com a principal, de modo a dividir a carga e aumentar o potencial energético do local.

Uma oficina de revitalização de pintura automotiva também pode adotar uma terceira solução para evitar quedas de energia. 

Uma estratégia muito simples é utilizar um gerador a óleo diesel, para garantir o funcionamento dos servidores e todos os equipamentos de informática.

Vigiar o desempenho funcional do sistema

Algumas empresas contam com um setor de TI que não possui uma rotina estratégica de monitoramento frequente das atividades dos sistemas, consequentemente, a estabilidade dessas ferramentas pode ser comprometida.

No entanto, esse monitoramento precisa contar com ferramentas e recursos adequados, que as organizações precisam adotar.

Essas ferramentas de monitoramento de sistema fornecem informações referentes ao uso e à capacidade dos servidores e outros recursos utilizados.

Além de informarem sobre estrangulamento da rede, tentativas de acesso, dentre outros.

Ao utilizar uma ferramenta desse tipo, a companhia consegue implantar uma rotina padronizada de monitoramento, o que garante a estabilidade do sistema.

Utilizar redes redundantes de internet

Para que os sistemas de uma empresa de instalação elétrica ar condicionado funcionem perfeitamente bem, além da energia elétrica eles também precisam de uma boa rede de conexão.

No caso dos servidores, por exemplo, mesmo que a companhia mantenha equipamentos isolados da rede mundial, precisa se manter conectada ao mundo exterior, para agilizar os processos de seus departamentos.

Mesmo que a internet seja fundamental nesse sentido, ela também pode cair e isso pode prejudicar a estabilidade do sistema.

As empresas atuais mantêm todo o seu funcionamento dependente de uma conexão com a internet, portanto, ela é indispensável para a existência da corporação.

Só que assim como precisamos investir em estratégias para garantir o pleno funcionamento da energia elétrica, também precisamos de soluções para garantir a continuidade do funcionamento da internet.

Pensando nisso, uma empresa de coworking para advogados investe em mais de um fornecedor de internet. 

Sendo assim, para garantir o pleno funcionamento de sua conexão, você precisa ter mais de uma rede, com fornecedores diferentes.

Se o seu principal fornecedor tiver algum problema, você pode contar com uma segunda ou terceira opção.

As organizações estão investindo cada vez mais em sistemas que funcionam na nuvem, mas apesar de serem mais modernos e vantajosos, o usuário precisa de uma conexão estável para acessá-los.

Se não houver essa conexão, não temos como acessar as informações do sistema e dar continuidade aos processos da companhia.

Apesar de essas ferramentas manterem os dados seguros e armazenados em nuvem, sem uma conexão não podemos consultá-los.

Portanto, se um fabricante de placa solar 300w utiliza mais de uma conexão internamente, ele permite que seus colaboradores acessem o sistema e mantém o funcionamento de outras ferramentas totalmente estável.

Investir em políticas de segurança

Por fim, mas não menos importante, para não comprometer a estabilidade do seu sistema, é fundamental adotar fortes políticas de segurança.

Se uma pessoa não autorizada tiver acesso às informações da empresa, ela pode comprometer o seu funcionamento, além da estabilidade do sistema.

Esses hackers roubam dados sigilosos e ainda podem alterar ou deletar informações valiosas para a companhia. 

Para evitar esse problema é importante:

  • Usar criptografia de senhas;

  • Contratar um antivírus;

  • Educar os colaboradores;

  • Exigir a criação de senhas fortes.

São práticas simples, mas muito importantes para manter a estabilidade do sistema e a segurança das suas informações.

Conclusão

Em resumo, podemos notar a utilização de diferentes tipos de sistemas, desde uma pequena loja de bairro até uma grande multinacional.

As ferramentas tecnológicas vieram para ficar, mas elas precisam ser bem utilizadas e trabalhadas para que se mantenham estáveis e em pleno funcionamento. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.