8 erros para se evitar durante a transmissão de um programa de rádio

8 erros para se evitar durante a transmissão de um programa de rádio

Há alguns erros comuns em um programa de rádio, especialmente quando estamos lidando com uma transmissão ao vivo. Afinal de contas, imprevistos acontecem, mesmo quando a equipe está devidamente preparada.

 

Mas, apesar de ninguém estar imune aos imprevistos, é possível adotar algumas medidas para diminuir o impacto desses acontecimentos, contribuindo para uma programação de qualidade e com a satisfação dos ouvintes.

 

Hoje em dia, os rádios continuam como grandes canais de comunicação, presentes não só nos tradicionais aparelhos que ouvimos em casa ou em nossos carros, mas também na internet. Por conta disso, é fundamental investir em um bom planejamento.

 

No artigo de hoje, acompanhe alguns erros para se evitar durante a transmissão de um programa de rádio. Continue a leitura!

1 - Não escolher os horários adequados

Para que a sua transmissão tenha qualidade, o primeiro ponto é escolher o horário certo para determinados tipos de programa. Por exemplo, grande parte das estações mais tradicionais costuma compartilhar músicas de estilo mais família e de gosto popular.

 

Isso ocorre porque as pessoas estão indo para o trabalho ou levando seus filhos até à escola. Por esse motivo, é importante oferecer uma programação que agrade à todos.

 

Ao mesmo tempo, os anúncios também são direcionados às famílias. É bem provável que você já tenha ouvido alguma propaganda de mecânico ou vitrificação de pintura automotiva na parte da manhã.

 

Sendo assim, a primeira dica é conhecer o seu público e escolher os horários certos para cada programa, de acordo com as preferências do ouvinte. Afinal de contas, o timing é tudo!

2 - Não ter uma identidade no seu conteúdo

Além de orientar os programas de acordo com as preferências do seu público e o horário em que eles ouvem a sua rádio, da mesma forma é fundamental ter uma identidade na sua programação. 

 

Por exemplo, se a sua rádio tem como foco tocar músicas de época, as programações devem seguir essa mesma lógica, bem como os anúncios. 

 

Faça propaganda de festas de flashback, por exemplo, pois o seu público pode ter interesse nesses eventos.

 

O gênero musical da sua rádio pode pautar vários parceiros e anunciantes, além de ser uma forma de construir a identidade da sua estação.

3 - Faltar equipamentos de qualidade

A qualidade do som é algo imprescindível para a transmissão de qualquer programa de rádio. Ninguém quer ouvir uma música toda chiada, ou um entrevistado com ruídos na comunicação durante uma entrevista.

 

Por esse motivo, se você quer alcançar reconhecimento com a sua programação, o primeiro passo é investir em equipamentos de qualidade. 

 

Tenha uma mesa de som profissional para a mixagem dos áudios e passagem das programações. Além disso, é importante contar com um bom computador e sistema de organização das músicas e programas, para não ficar tudo muito confuso.

 

Outro ponto importante em relação aos equipamentos refere-se às transmissões ao vivo. Muitas rádios gostam de chamar convidados até o estúdio para gravar alguma entrevista, ou fazer um talk show.

 

Nestes casos, é essencial que cada um tenha um equipamento para poder se expressar, seja um microfone sem fio profissional, ou um microfone de mesa, bem como fones de ouvido para ter um retorno do som.

 

Vale dizer que, no caso dos microfones, eles não precisam ser caros para ter qualidade de som. Você pode encontrar equipamentos com um preço acessível e que são ótimos para as rádios, evitando possíveis ruídos durante a transmissão.

4 - Não deixar os convidados comentarem

Muitas vezes, quando vamos realizar um programa de entrevistas, temos em mãos um roteiro com as perguntas que devem ser feitas aos convidados. Porém, nem sempre ele é seguido à risca, ainda mais quando estamos em uma transmissão ao vivo.

 

É necessário saber ouvir os entrevistados e deixá-los à vontade, para que eles se sintam livres para comentar algo. Inclusive, é bastante grosseiro interromper os convidados a todo momento só para seguir a listinha de perguntas.

 

Claro que é preciso ter cuidado com o tempo de cada entrevista, ainda mais porque há outras programações seguidas. 

 

No entanto, ouça o que as pessoas têm a dizer e oriente a conversa da melhor maneira possível.

 

No caso de músicos convidados para apresentações ao vivo, certifique-se que todos os instrumentos, como a guitarra ibanez axion label, bem como os microfones, estejam em perfeito funcionamento.

 

Aqui, é importante contar com um técnico de som para controle de volume e mixagem de áudio. Além disso, sempre faça um teste de passagem antes, para verificar se tudo está nos conformes, antes de começar a transmissão do show.

5 - Exagerar nos efeitos sonoros

Sabemos que a sonorização de ambiente é uma das coisas que mais impacta no trabalho dentro das rádios. Seja na captação de um som externo ou de algum ruído, ela pode prejudicar a qualidade da programação.

 

É por isso que muitas rádios investem em efeitos sonoros. Fora que é uma forma bem criativa de fazer transições.

 

No entanto, o exagero de efeitos sonoros pode afastar o seu público e prejudicar a qualidade do som.

 

Lembre-se que o rádio é um meio com forte apelo comunicativo, por isso, as pessoas querem sentir que estão em uma conversa “normal”, o que não ocorre com o excesso de mixagens.

 

Ainda, é ifundamental fazer a gravação do seu programa de rádio em um estúdio para ensaio, justamente para evitar esses problemas decorrentes de ruídos externos.

6 - Esquecer de trazer informações sobre músicas

É comum ligarmos o rádio e já estar tocando um música. Só que nem sempre a gente lembra o nome da canção e fica aquela sensação de curiosidade, ainda mais quando gostamos do que estamos ouvindo.

 

Por esse motivo, o ideal é trazer detalhes sobre as músicas durante a transmissão do seu programa de rádio. Você tem a opção de fazer entre as transições de cada faixa, ou esperar juntar um grupo de músicas para informar os ouvintes.

 

O mais importante é o nome da banda/cantor(a) e o nome da música. Mas você pode incluir algumas informações adicionais, se o tempo permitir, como:

 

  • Nome do disco;

  • Ano de lançamento;

  • Onde ela é mais tocada;

  • Se foi sucesso em uma época;

  • Se ganhou alguma premiação;

  • Entre outras curiosidades.

 

Só não exagere e fique falando muito, porque o ouvinte pode mudar de estação - especialmente, quando ele está na sua rádio para ouvir música.

7 - Não fazer manutenção dos sistemas

As rádios de hoje trabalham com uma série de sistemas elétricos e eletrônicos. Aliás, há estações que fazem um projeto elétrico industrial em todo o prédio, principalmente no caso de rádios mais famosas.

 

No entanto, a simples falta de manutenção desses sistemas pode gerar uma tremenda dor de cabeça. Imagine ter toda a sua programação comprometida por um pane elétrico? Isso é bem frustrante. Fora que o público não verá isso com bons olhos.

 

Por conta disso, vale a pena investir em serviços de manutenção preventiva nas redes, sistemas e aparelhos da sua rádio. 

 

Assim, você garante que tudo está em perfeitas condições de funcionamento, o que é ótimo para evitar quaisquer problemas de transmissão.

 

Aproveitando essa deixa, não apenas os equipamentos de som podem ser verificados, mas todos os sistemas da sua rádio. Por exemplo, na instalação kit cameras de segurança, verifique os dispositivos para garantir a proteção do estúdio.

8 - Não ter autenticidade

Esse é um erro muito comum dos apresentadores. Por vezes, eles tentam criar um “personagem” para entreter o público, mas nem sempre essa é a melhor estratégia.

 

Sendo assim, a dica é ter autenticidade, optar por ser você mesmo na rádio, como uma forma de criar um vínculo mais próximo e afetivo com os seus ouvintes.

 

O público prefere apresentadores que agem com naturalidade na hora de transmitir os programas, do que pessoas forçadas, que tentam convencer os receptores de uma forma até agressiva, muitas vezes.

Conclusão

Os programas de rádio são a melhor forma de ouvir uma música, se entreter e acompanhar notícias, curiosidades e informações do mundo atual, enquanto estamos realizando uma outra atividade (dirigindo, fazendo comida, trabalhando, etc).

 

Não é à toa que já caiu por terra aquela discussão da “morte do rádio”. Ao contrário disso, esse meio de comunicação se reinventou e hoje em dia também está presente na internet.

 

Mas, seja em uma transmissão convencional ou online, é indispensável adotar alguns cuidados para não errar a mão na hora de colocar o seu programa no ar.

 

No artigo de hoje, você acompanhou algumas dicas de como evitar os erros mais comuns de uma transmissão de rádio. Dessa forma, você terá um programa de alta qualidade e vai cativar os seus ouvintes!


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.