5 dicas para melhorar a dicção durante uma narração

5 dicas para melhorar a dicção durante uma narração

Os problemas de dicção podem ser um grande incômodo para muitos, o que acaba atrapalhando muito questões pessoais e até profissionais. Muitas pessoas temem falar em público justamente por esse ponto.

Entretanto, tais dificuldades podem ser tratadas, e existem diversas ações que podem ser tomadas para que se consiga utilizar melhor suas capacidades de comunicação, perdendo a vergonha de falar em público ou até mesmo melhorando suas técnicas de venda.

Responsável pela clareza e objetividade no discurso, a dicção é uma grande oponente de pessoas com problemas para falar em público, seja em uma reunião ou em um almoco em empresas.

Entretanto, através de uma série de elementos, é possível melhorar sua fala e até mesmo adquirir mais confiança.

A dicção é a maneira que uma pessoa tem de pronunciar os sons, independente de serem palavras, sílabas ou letras. É através da dicção que atingimos perfeição na fala, e por conta disso, torna-se um elemento fundamental de qualquer tipo de comunicação oral.

Nossa dicção é o fator que influencia diretamente em como o receptor irá conseguir compreender a mensagem, e por esse motivo, diversas pessoas têm bloqueios na posição de orador público.

Alguns indivíduos chegam a ter horror de falar em público, tornando-se uma fobia grave e séria. Portanto, é importante que você consiga explorar com mais qualidade sua oratória, seja através de ações técnicas ou dicas fonoaudiólogas, como:

  • Trabalhar sua respiração;

  • Aquecer as cordas vocais;

  • Fazer exercícios com a língua;

  • Treinar na frente de espelhos.

Essas ações têm como principal objetivo criar um ambiente de segurança em sua dicção, permitindo que você se sinta mais confortável em se comunicar publicamente, além de explorar seus recursos de oratória.

Melhorando sua dicção

Algumas técnicas têm sido muito utilizadas por pessoas que têm medo de falar em público.

A funcionalidade delas varia muito de pessoa para pessoa, mas são táticas funcionais e muitas vezes ajudam a tirar a timidez de falar em público por completo. Com a ajuda de um computador completo, você pode testar várias delas.

Assim, aos poucos você se tornará muito mais receptivo ao diálogo, se comunicando de maneira mais expansiva e conseguindo falar naturalmente em público, melhorando consideravelmente sua dicção.

1. Acostumando-se com a sua voz

O primeiro passo para conseguir explorar o potencial de sua voz é começar a se acostumar com ela. Muitas vezes, nossa voz é diferente quando está gravada, o que pode gerar estranheza e descontentamento.

Logo, é interessante que você crie o hábito de ler textos em voz alta e gravá-los, para depois ouvir e começar a se acostumar ao som de sua voz. Além disso, você deve tomar nota de pontos que julgou que precisa melhorar a cada leitura.

Dessa forma, é possível criar uma padronização de escutar os áudios e identificar pontos de melhoria. Uma rotina como essa acaba permitindo que você consiga melhorar bastante a dicção.

Isso porque quando você identifica com clareza quais são os problemas de uma leitura, pode refazê-la eliminando estes problemas, chegando a um resultado muito mais satisfatório.

Mesmo o manual de um painel de ar condicionado pode ser lido e gravado para você ouvir e entender sua dicção e o que precisa melhorar.

Caso haja alguma dificuldade de falar palavras ou sílabas, isso também estará identificado em uma sessão ouvindo seu texto. Dessa forma, você saberá exatamente o que precisa praticar para conseguir melhorar sua dicção.

Você pode tornar a experiência ainda mais completa ao gravar de maneiras diferentes. Procure experimentar ritmos distintos, emoções e até mesmo mudar o propósito do texto. O ideal é praticar o máximo que puder.

Dessa maneira, consegue encontrar todo o potencial de sua voz, aproveitando estes elementos para identificar o que precisa melhorar e o que está funcionando corretamente em suas leituras.

2. Identifique seu ritmo

A velocidade da fala também é um ponto essencial para a dicção. Sobretudo por conta do nervosismo, muitas pessoas acabam falando muito rápido, o que atrapalha o entendimento e prejudica o entendimento.

Desse modo, é importante encontrar um bom ritmo de diálogo para trabalhar corretamente sua voz, identificando o melhor padrão para conseguir pronunciar cada sílaba e se fazer entender pelo grande público.

Aqui, você pode recorrer novamente às gravações, com um microfone condensador ou aparelho similar. Identifique aquelas sílabas em que você fala melhor, e no quanto de velocidade está adicionando nelas. 

Lembre-se de que é preciso falar com clareza e objetividade para conseguir melhorar sua dicção, e de que não é necessário ter pressa para terminar um diálogo. 

Existem muitas formas de aproveitar melhor o que você pode oferecer enquanto dialoga com o público, por isso, não tente apressar as coisas.

Caso você identifique problemas na velocidade ou na dicção de um texto que está ouvindo após a gravação, fica mais fácil identificar quais são os problemas que estão acontecendo, dando a você a possibilidade de trabalhar nesse conceito.

3. Atenção às consoantes

As consoantes são uma parte essencial da fala. São elas que darão os tons dos fonemas que você irá pronunciar, e por isso, devem ser faladas com clareza e objetividade.

Assim, você conseguirá explorar de maneira muito mais natural seu texto.

Além disso, quando você se atenta aos consoantes durante a fala, é mais fácil identificar elementos de valorização no diálogo, sem que palavras sejam emendadas ou misturadas, tornando o conteúdo mais fácil de absorver.

Uma boa forma de praticar a forma como você utiliza as consoantes é através da leitura de poemas e trava-línguas, além de aula de canto iniciante, exercícios que podem ser utilizados para usufruir de todos estes recursos de comunicação.

Falar bem pode ser uma questão de prática. Deste modo, você deve ter consistência em sua atuação, mantendo um ritmo de treinamento frequente para conseguir os resultados que espera.

Assim, sua dicção logo estará muito melhor desenvolvida, facilitando a comunicação com grupos de pessoas, o que ajuda na hora de apresentar um trabalho ou até mesmo se comunicar com uma grande massa.

4. Relaxe sua voz

A tensão de falar em público pode ser um grave problema para suas cordas vocais. Trabalhar o relaxamento é um ponto fundamental para aproveitar melhor sua entonação e a qualidade de sua leitura.

Os exercícios de relaxamento da voz são imprescindíveis para você conseguir aproveitar melhor as oportunidades de comunicação em grupo, mas é preciso saber que estes exercícios são idealmente realizados com uma audiologia clinica de fonoaudiologia.

Através de um acompanhamento profissional, você estará muito mais apto a fazer discursos e melhorar sua rotina de falar em público. Em alguns casos, quando você tenta falar sem um treinamento adequado, pode ficar com problemas posteriores.

Exercícios de respiração, controle interno e outras atividades podem acabar sendo bastante úteis, uma vez que o estresse causado pelo simples ato de falar em público pode derrubar uma pessoa.

Por isso, é importante que você realize exercícios frequentes, e não só de relaxamento. É necessário tentar outras técnicas para conseguir explorar todo o potencial narrativo que um discurso pode apresentar.

A dicção depende, em grande parte, da respiração. Por isso, os exercícios de relaxamento lidam completamente com o controle de respiração, possibilitando que você fale mais devagar e não deixe as palavras se atropelarem.

Esses exercícios podem ser grandes diferenciais na hora de se comunicar corretamente, seja na apresentação de um banner impressao ou na narração de um texto.

5. A prática leva à perfeição

Nenhum destes exercícios anteriores terá efetividade se a prática não for contínua. Você deve praticar sempre que possível, e fazer destas etapas um procedimento comum, se possível, diário.

Assim, será possível explorar muito melhor todas as opções que sua dicção precisa para melhorar e você perder o medo de falar em público. Entretanto, não é preciso repetir o mesmo exercício sempre.

Procure variar os modelos de exercício que está praticando, conseguindo resultados melhores quando for analisar seu trabalho no fim do dia. Uma boa dica é procurar textos com padrões diferentes.

As rimas de gosto popular e os trava-línguas são atividades divertidas e engraçadas, mas que podem ajudar muito a melhorar sua dicção, ou mesmo a narração para uma propaganda de uma empresa de entrega motoboy

Estas ferramentas fazem você falar elementos fora de seu padrão comum, forçando sua comunicação a melhorar.

Dessa maneira, consegue-se diversificar os exercícios sem precisar passar por dificuldades na fala.

Considerações finais

Melhorar a dicção é uma excelente maneira de conseguir conquistar mais espaço no mercado de trabalho, principalmente no que diz respeito ao ramo da narração, seja em programas de rádio, TV, propagandas publicitárias e afins.

Quando você sente confiança de se comunicar em público, é sinal de que conseguiu melhorar expressivamente sua dicção de maneira interessante e natural, com exercícios e, em alguns casos, com ajuda profissional para conseguir tais elementos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.