3 Dicas para entreter o público da Web Rádio

3 Dicas para entreter o público da Web Rádio

Não é segredo que o mercado tem enfrentado muitas mudanças ao longo dos anos. Como consequência, os meios de comunicação foram evoluindo e se adequando com essas demandas, e a Web Rádio é um nítido exemplo disso.

 

Tal como o nome sugere, uma web rádio é caracterizada pelo uso da internet e sua rede de distribuição para potencializar o alcance de programas de rádio em tempo real, funcionando literalmente como uma rádio digital.

Se antes os jornais impressos e panfletos eram as ferramentas principais para anunciar produtos e serviços, atualmente, com o marketing digital, é possível que os anúncios sejam entregues para um número maior de pessoas.

Esse é o principal benefício que a internet agregou para os meios de comunicação. Assim, imagine uma empresa de limpeza de vidros em altura que iniciou a transição para o marketing digital, com o apoio de uma consultoria especializada no tema. 

Para isso, foi realizada uma pesquisa para identificar seu público-alvo, linguagem utilizada e as preferências dessa audiência.

Semelhante ao processo de criação de conteúdo na web para negócios, os passos para se relacionar com o público e servir entretenimento na web rádio devem considerar os mesmos aspectos.

Neste caso, a diferença está no que ou quem será prospectado. Além disso, a abordagem usada será focada em atingir seus respectivos objetivos.

A importância do público-alvo

O público-alvo pode ser compreendido como um grupo de pessoas com perfil segmentado que sua rádio quer impactar por meio de anúncios e comunicações feitos, ou seja, corresponde ao nicho de pessoas a serem prospectadas.

É importante ter em mente a pré-definição do público-alvo ideal para definir toda a estratégia de comunicação e buscar entender qual o comportamento desse público.

Para ilustrar esse conceito, pense em uma uma fábrica de uniforme para recepcionista que deseja potencializar o alcance de suas metas anuais. Para isso, definiu que além da manutenção dos clientes em carteira, seria necessário encontrar clientes em potencial.

Todavia, para fazer a busca desses leads, em uma reunião de alinhamento com os responsáveis comerciais, a equipe responsável verificou que seria necessário entender quem são esses potenciais clientes e de que forma eles se comportam. 

Analisando o segmento da empresa e seu porte, ficou definido que o público-alvo certamente seriam prestadores de serviços de administração de condomínios, principalmente os que contam com terceirização de serviços de recepção.

Após isso, filtros mais aprofundados devem ser feitos para de fato determinar as características particulares do cliente ideal, afinal, apesar de estarem no mesmo segmento, não necessariamente todas as empresas desse tipo de serviços serão potenciais clientes.

Depois de definido o público, é momento de estar mais próximo deste e visualizar seu comportamento diante do mercado, para assim estabelecer estratégias baseadas nisso. O mesmo deve ser feito em uma web rádio.

Sobre a linguagem ideal

A comunicação é a ferramenta-chave para a construção de relacionamento entre duas ou mais partes. Vale ressaltar que esta não deve ocorrer de forma unilateral, isto é, há a necessidade de uma troca.

Essa troca não exige que ambas as partes estejam verbalizando alguma mensagem, mas demanda que a parte transmissora da mensagem cumpra sua função de modo que os receptores sejam capazes de cumprir com a sua parte.

Em outras palavras, para que aconteça efetivamente a comunicação da web rádio, é preciso que o interlocutor disponha de uma linguagem inclusiva, garantindo que seus ouvintes recebam a mensagem com clareza.

Sem dúvidas, o modo de assegurar que essa relação bilateral ou plurilateral ocorra é garantir que a linguagem utilizada esteja acessível ao público-alvo.

Considere uma empresa de construção com foco no varejo que está definindo o público e adequando a comunicação com o mesmo. Apesar dos investimentos, a companhia indicou que não atingiu os resultados esperados.

Portanto, ao analisar a linguagem utilizada, visualizou-se que não estava em conformidade para o público a qual desejava atingir.

Em um conteúdo publicado, cujo intuito era chamar atenção do público para maximizar as vendas de janelas de vidro, a linguagem usada estava parcialmente adequada, uma vez que o público-alvo não havia sido definido.

Após a revisão de conteúdos, foi possível observar que as palavras usadas não faziam efetivo sentido para o público em geral, os termos escolhidos viriam a fazer sentido para profissionais com mais entendimento do segmento, e não para leigos no assunto.

Com a adequação necessária da linguagem, a loja de construção pôde ver os resultados surgindo, possibilitando o investimento de propagandas em uma web rádio, para aumentar as vendas de outros itens, como a janela pivotante vidro.

Elaborando temas de preferência para a web rádio

Além de definir o público, entender seu comportamento e saber como se comunicar com este, é necessário ter conhecimento de quais os temas efetivamente serão do interesse da audiência.

Ora, se para uma empresa prospectar clientes é necessário ouvi-los, para conquistar espectadores fiéis para sua web rádio também é preciso saber quais as tendências de mercado e o que seu cliente – neste caso, o ouvinte – tem procurado.

Antes mesmo de saber as tendências aplicadas ao público, pode-se exigir que saiba quais as tendências aplicadas para o seu segmento.

Se sua web rádio é voltada para o público adulto, faz bastante sentido entregar conteúdos que contenham dicas de como fazer manutenções elétricas, por exemplo, posto que aborda temas dentro do seu nicho.

Isso garante não só que o público ideal esteja sendo atingido, mas também que os conteúdos para entreter os ouvintes sejam criados. 

Por essa razão, algumas dicas que podem facilitar no momento de definir conteúdos que visem entreter o público, são:

1. Surfar na onda das tendências

Comentar sobre assuntos que estão em alta é um modo de construir um ou mais programas, de maneira mais rápida e simples.

Isso porque a disponibilidade de material em temas que são tendência permite que seu processo de pesquisa se baseie na opinião de outras pessoas, principalmente contando com a ajuda de especialistas da área.

É um processo muito mais complexo criar novas tendências, assim como abordar temas nunca levantados. Por sua vez, para quem está iniciando no ramo, é recomendado que use aquilo que já está disponível no mercado.

Vale enfatizar que ter referências é completamente diferente de plagiar. Sem os devidos créditos dados a essa “referência”, o conteúdo se torna plágio, caracterizando um crime plausível de punições nas plataformas e ainda problemas com a justiça. 

Imagine um artista que trabalha com obras em madeira, que começou a divulgar seus trabalhos de criação de logos em mdf para se conectar com seu público e encontrar novos clientes.

Depois de um tempo criando conteúdos e postando sobre seu trabalho, identificou que um outro artista com linha de trabalho semelhante também postou um item em MDF muito similar à sua criação.

Decidiu entrar em contato com esse artista para sinalizar para o mesmo que plágio, principalmente no meio artístico, não é interessante, e ressaltou seus direitos enquanto pessoa plagiada.

Com a exposição do cenário e uma conversa horizontal, com abertura para debate entre as partes, ambos chegaram ao acordo de que o artista que plagiou a obra iria deletar de suas redes sociais a postagem referente a seu trabalho, chegando a um acordo entre as partes. 

Todavia, isso seria diferente se o segundo artista tivesse apenas usado como referência a obra, aplicando as suas técnicas e características particulares para a execução do serviço.

2. Use sua localização a seu favor

Ao escolher nossas preferências, buscamos a identificação com aquilo que está sendo divulgado ou anunciado. A escolha dos conteúdos que consumimos também requer que haja tal identificação.

Uma boa dica para servir entretenimento ao público em sua web rádio é valorizar a localidade em que vive, através da divulgação de comércios ou hobbies, e assim por diante, que possam ser de interesse público.

Isso pode garantir que haja essa identificação com o conteúdo criado e proporcionar que parcerias sejam criadas.

3. Tenha foco na autenticidade

Ao contrário do que o senso comum acredita, no momento de escolher os conteúdos que irá consumir, o ouvinte analisa a maneira como o interlocutor se posiciona e comunica.

Com a ampla diversidade de conteúdos disponíveis na internet, pode-se dizer que o diferencial a ser entregue ao público certamente será a autenticidade. Mesmo que estejamos vivendo a era digital, as pessoas gostam de sentir o contato.

Mesmo que esse contato seja feito de maneira digital, com a personalização é possível adequá-lo para torná-lo o mais real dentro das possibilidades.

Como um serviço de gráfica, ao escolher uma placa de metal personalizada o cliente quer transmitir suas características a um objeto através da personalização. O mesmo deve ser pensado na comunicação, principalmente de web rádio.

Por isso, para ser autêntico, é válido levantar:

  • Quais seus diferenciais;

  • Os temas de preferência;

  • Sua história;

  • Por que o público deveria te ouvir.

Tais questionamentos devem ser feitos individualmente, a fim de serem respondidos com a criação de conteúdo em si, afinal, com a resposta de tais perguntas em mãos, certamente o conteúdo criado irá ser autêntico.

Considerações finais

Para garantir que o público engaje com o conteúdo de sua web rádio, é preciso determinar o alvo, isto é, a quem será endereçado este conteúdo. Depois de compreender seu comportamento, define-se de que maneira ou linguagem o conteúdo será feito.

Para inovar nesse sentido, bem como na construção da relação com o público-alvo, ainda vale dispor de outros meios de comunicação, como as redes sociais, para poder engajar da melhor maneira.

Por fim, estar atento às tendências, usar gatilhos para gerar identificação e proporcionar autenticidade são pontos primordiais para garantir que o entretenimento seja de fato entregue para a audiência. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.